quarta-feira, 13 de julho de 2016

Máquina Virtual - GLPI, OCS e Zabbix



Melhorando a postagem: Máquina Virtual - GLPI e OCS Integrados, resolvi refazer a instalação acrescentando o Zabbix para quem gosta de fazer laboratórios de testes.

Não coloque em produção essa VM, ela é somente para testes.

Realizei a instalação em uma VM o GLPI 0.90.3, o OCS 2.1 o Zabbix 3.0 eo Grafana

Foi utilizado o CentOS 6.8 e a imagem emulada no VirtualBox.

Para quem se interessar, deixei disponível a VM para download no link: https://www.4shared.com/zip/cIQbQBCtce/GLPI_OCS_Zabbix.html

A VM está no formado vmdk, é só baixar e colocar rodar.
- Placa de Rede em modo Bridge

Importante: Iptables e SELinux foram desativados

Usuário/Senha da VM:root/glpi10
MySQL: root/systi
MySQL: glpi/systi
MySQL: zabbix/systi
MySQL: ocs/systi
GLPI: glpi/glpi
Zabbix: Admin/zabbix
Grafana: admin/admin
Ocs: admin/admin


Importante: O IP testado foi o 192.168.0.106, portanto se a VM ficar com outro IP a integração do Grafana com o Zabbix poderá não funcionar, pois ele está configurado nesse IP. Deve-se então alterar nos data sources do grafana a configuração para o novo IP.


Para acessar o GLPI: http://ip_vm/glpi
Para acessar o OCS: http://ip_vm/ocsreports
Para acessar o Grafana: http://ip_vm:3000
Para acessar o Zabbix: http://ip_vm/zabbix/
Para acessar o phpmyadmin: http://ip_vm/phpmyadmin

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Habilitar Hyperthreading Dell R710

Ao se instalar um ambiente com Exsi é importante habilitar o Virtualization Technology (VT)

Para fazer isso em um Dell R710

Reiniciar o servidor e pressionar F2


Ir em Processor Settings



Localizar Virtualization Technology, se estiver como Disabled, pressionar a tecla "Espaço" e ele passará para Enabled.





Salvar e sair da configuração da Bios.

sábado, 25 de junho de 2016

Indicadores de TI utilizando ITIL® e Balanced Scorecard

Indicadores de TI utilizando ITIL® e Balanced Scorecard

Este artigo descreve a ferramenta Balanced Scorecard em suas quatro perspectivas e como podemos utilizá-la para montarmos um BSC de Tecnologia da Informação, alinhando os objetivos da TI aos objetivos do negócio. O principal objetivo é mostrar como é possível utilizar uma ferramenta de gestão corporativa na gestão de TI e fazer a integração delas com indicadores recomendados pelo framework ITIL vinculados a objetivo estratégicos, para assim auxiliar aos executivos conseguirem demonstrar o valor que a Tecnologia da Informação entrega para o negócio e onde seus objetivos impactam nos objetivos da organização por fim auxiliar na elaboração dos indicadores e relacioná-los ao mapa estratégico. 


Artigo escrito para conclusão de MBA em Gestão e Governança de TI - 2015

RAC0225: Sending the test mail failed.


Configurando a iDRAC 7 de um Dell R720 para enviar alertas por e-mail me deparei com a mensagem RAC0225: Sending the test mail failed.

Para que a configuração de envio de alertas por e-mail é preciso acessar a iDRAC e configurar:

iDRAC Settings --> Network --> IPv4 Settings
Preencher os DNS


iDRAC Settings --> Network --> Common Settings
Static DNS Domain Name deve estar preenchido


Server --> Alerts --> Destination Email Addresses
Server --> Alerts --> SMTP (Email) Server Address Settings


No meu caso, o que faltava era o Static DNS Domain Name estar preenchido, coloquei o meu domínio interno e comecei a receber os alertas da iDRAC do server por e-mail, gerando eventos no GLPI.

Chamados Duplicados por Resposta de E-mail - GLPI


Para quem trabalha com o GLPI e utiliza a função de abertura de chamado por e-mail sabe que se o Requerente enviar o e-mail para a abertura do chamado com outras pessoas em CC elas irão ser vinculadas aos observadores do chamado.

Se as pessoas em CC responderem ao chamado o GLPI abre um novo chamado, fazendo com que se duplique a requisição, se por acaso começarem a trocar e-mail irá gerar diversos Tickets desnecessários.

Para tratar esse situação eu costumava criar regras dentro do e-mail que recebia os chamados, onde elas verificavam se era resposta e encaminhavam para outra conta, não possibilitando a abertura de um chamado duplicado.

Pesquisando, encontrei o plugin MAILANALYZER que verifica se é resposta e adiciona aos acompanhamentos do chamado, então toda troca de e-mail referente ao chamado é vinculada aos acompanhamentos. Com isso pude desabilitar as regras do e-mail.

O Plugin encontra-se em: https://github.com/tomolimo/mailanalyzer

A instalação é igual a qualquer plugin do GLPI.

Na instalação que realizei em um CentOS 6.6, GLPI 0.90.3 o plugin não aparecia para ser habilitado, acessei a pasta do plugin e alterei o nome dela para somente mailanalyzer e corrigiu o problema, possibilitando a utilização dele.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

GLPI - Gerenciando Pacotes Vinculados a SIM Card com Plugin SIMCard + CustomFields

No post Anterior falei sobre o plugin SIM Card e sua utilização, agora vou escrever um pouco sobre como estou trabalhando com o plugin SIMCard + Custom Fields.

O Plugin do SIM Card atende a necessidade de gerenciar os chips, onde eles estão, PIN, PUK, vincular com telefones entre outros tantos, porém não nos possibilita gerenciar o que tem vinculado no chip.

Por exemplo, no chip que eu utilizo tenho alguns planos vinculados: Plano de Dados, Tarifa Zero, Assinatura Básica, Tarifa Zero LDN, mas isso controlo somente em uma planilha.

Me indicaram utilizar o plugin Custom Fields para gerar esses campos que preciso, então instalei o plugin exclusivo para editar os campos do plugin SIM Card.

Nos exemplos mostrados foi utilizado:
GLPI 0.85.2
Custom Fields 1.7.0 RC1, disponível Aqui
Centos 6.5

Realize o download do plugin, e descompacte ele na pasta glpi/plugins

# wget https://forge.indepnet.net/attachments/download/1913/customfields-1.7.0RC1.tar.gz


Descompactar o arquivo:
# tar -zxvf customfields-1.7.0RC1.tar.gz

Ir no GLPI --> Configurar --> Plugins caso o plugin não apareça, verificar as permissões dadas nele.

# chmod -R 755 customfields

Instalar e Habilitar ele.

Ele irá aparecer nos Plugins:

Clicando em Customfields poderemos localizar o tipo de dispositivo: SIM Card (do plugin SIM Card)


Notem que estou utilizando o GLPI 0.85.2, no post anterior usei o SIM Card na 0.84.8, que é o plugin na versão estável, o para a versão 0.85 está em desenvolvimento ainda, quem quiser mesmo assim testar, clicar Aqui.


Ao clicar em SIM Cards, abre uma nova tela, onde é possível criar novos campos.
Irei criar os campos:

Assinatura Básica:
Plano de Dados:
Tarifa Zero:
Tarifa Zero LDN:
Pacote Black Berry:
Gestor Online:


Label é o nome que irá aparecer para o campo
System name é o nome do campo na tabela
Type é o tipo de dados que será aceito

Cada campo adicionado clicar em: Adicionar, no fim clicar em: Enable (imagem abaixo)


O Sort é a ordem em que o campo irá aparecer, é possível escolher.

Agora ao ir em: Ativos --> SIM Card, irá ter um novo item no menu, chamado Custom Fields, nele irá aparecer os campos que criamos anteriormente.


Assim é possível realizar a gestão do que está vinculado a cada cartão SIM.

Para quem quiser, realizei a tradução para o Português do Plugin, link para download Aqui.

Basta descompactar o arquivo em glpi/plugins/customfields/locales

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

GLPI - Plugin SIM Card

Gestão de Chips com o GLPI

Estava em busca de uma solução para gerenciar os smartphones de onde trabalho e acabei encontrando uma para gerenciar os chips (cartões SIM), e pesquisando encontrei o plugin SIMCARD.

Para quem tem interesse nele, segue link para download: https://github.com/pluginsGLPI/simcard/releases

Ainda não tem versão para o GLPI 0.85, porém testando na versão 0.84.8 a solução pareceu que atenderá boa parte do que preciso.

Após efetuar o download do arquivo, descompactar na pasta plugins do glpi e realizar a instalação.

No menu: Plugins irá abrir um novo item: 


Para adicionar um novo chip, o processo é normal de adicionar qualquer item no GLPI, também é possível cadastrar um modelo, para facilitar os cadastros em massa.


Na nova tela que abrir preencher os campos de cadastros do Chip


Após realizado o cadastro, se abrirmos ele poderemos observar que a aba inicial é a Itens Associados, ou seja, é possível associar um item ao Chip.


O item associado deve estar cadastrados nos Ativos do GLPI, no exemplo acima foi associado a um Telefone. Só é possível associar a um item.

Também é possível anexar documentos, contratos e visualizar quais chamados estão atrelados ao chip.

Se no cadastro for deixado habilitada a opção Item Associável a um Chamado : SIM será possível abrir chamado vinculando com o chip.

Em elementos associável na abertura do chamado, agora existe o Cartao SIM.


Outra opção que temos é em: Ativos --> Telefones, vincularmos um telefone a um ou vários chips.



O plugin original está em inglês, para quem quiser em português, segue link para download:
http://www.4shared.com/zip/UtE_vqQ1ce/pt_BR.html?

Realizar o download e descompactar na pasta: glpi/plugins/simcard/locales



quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

GLPI - Não Envia E-mail de Teste

Boa noite Pessoal,

Fazem alguns dias me deparei com um problema ao configurar o envio de e-mail pelo GLPI.

Ao tentar realizar o teste de envio de e-mail me aparecia a mensagem: Falha ao enviar e-mail de testes ao Administrador

O cenário que eu possuía era:
CentOS 6.5 32bits
GLPI: 0.84.5

Em todos testes acontecia o mesmo erro, alterei diversas configurações e não funcionava, então verifiquei os Logs do GLPI disponíveis em: /var/www/html/glpi/files/_log/php-erros.log - Essa localização pode mudar de acordo com a instalação do GLPI.

Então me deparei com a seguinte mensagem:

Warning(2): fsockopen(): unable to connect to mail.....br:25 (Permission denied)
Backtrace :
/var/www/html/glpi/lib/phpmailer/class.smtp.php:135                       fsockopen()
/var/www/html/glpi/lib/phpmailer/class.phpmailer.php:889                SMTP->Connect()
/var/www/html/glpi/lib/phpmailer/class.phpmailer.php:797                PHPMailer->SmtpConnect()
/var/www/html/glpi/lib/phpmailer/class.phpmailer.php:660                PHPMailer->SmtpSend()
/var/www/html/glpi/lib/phpmailer/class.phpmailer.php:588                PHPMailer->PostSend()
/var/www/html/glpi/inc/notificationmail.class.php:178                       PHPMailer->Send()
/var/www/html/glpi/front/notificationmailsetting.form.php:40              NotificationMail::testNotification()


Após muitas tentativas consegui descobrir que o problema que ocorre no CentOS é que ele vem com o SELinux habilitado por padrão. Detalhe: No momento da instalação do GLPI, quando o sistema valida os requisitos para rodar o sistema, um dos últimos itens é: SELinux Desabilitado, quando ele está desabilitado o sistema marca em amarelo e não em vermelho, o que faz com que poucos observem isso.

Para corrigir o problema:

vi /etc/sysconfig/selinux

Alterar: SELINUX=enforcing para SELINUX=disabled


Espero ter ajudado alguém que possui a mesma dificuldade que eu encontrei.

Até breve.


domingo, 4 de janeiro de 2015

GLPI - Abertura de Chamados por E-mail

Olá pessoal,

Uma funcionalidade muito boa que o GLPI tem é a possibilidade de abrir os chamados a partir de e-mails recebidos, fazendo assim com que diminua as ligações para a TI para a abertura de chamados.

Para isso é necessário realizar configurar o sistema.

O cenário que possuo é:
GLPI 0..85.1
CentOS 6.5

Servidor de e-mail Zimbra.

Primeiro deve-se acessar o GLPI com uma conta com os privilégios necessários (SuperAdmin).

Ir em: Configurar --> Destinatários.

Clicar no + para criar um novo destinatário.


Na tela que abrir deve-se preencher os campos conforme imagem:

Nome de endereço: Incluir o endereço de e-mail para onde os usuários enviarão e-mails para abrir os chamados. Essa conta deve ser utilizada somente para esse fim.

Em Servidor inserir o IP do servidor, ou nome do host.

Em opções do servidor deixar POP / TLS / NO-VALIDATE-CERT

É utilizado POP para fazer com que no momento da coleta dos e-mails os mesmos saiam da caixa de entrada.

Na pasta de E-mails inserir INBOX caso os e-mail que serão coletados é os armazenados na caixa de entrada.

No login colocar o usuário de e-mail que será utilizado

Salvar as configurações.

Para testar, enviar um e-mail para o endereço de e-mail cadastrado e no GLPI em: Configurar --> Destinatários ir em ações e clicar em Obter E-mails Agora


Irá aparecer uma mensagem informando quantos e-mails foram coletados, no meu caso nenhum pois não enviei e-mail para a abertura de chamados.

Feito isso ao visualizar os chamados deverá ter um novo chamado aberto referente ao e-mail enviado.

Esse processo de coletar os e-mails e realizar a abertura deles é automático, o processo responsável por isso é o mailgate.

Devemos configurar o mailgate para executar de tempos em tempo.

Configurar --> Ações Automáticas


Localizar mailgate e clicar nele.


Nessa nova tela é onde configuramos o período em que o GLPI irá ler os e-mails e abrir os chamados.


Cuidar com o Status, deve estar como Agendado.

Um detalhe importante é o Modo de Execução, se estiver como GLPI, o sistema só irá executar o mailgate quando alguém estiver usando o sistema, caso contrário ele não irá ler.

No modo de Execução CLI ele cria um agendamento na CRON do linux, nunca realizei essa configuração, então não poderei dar muito mais detalhes.

A primeira vez que realizei essa configuração foi graças ao Thiago Passamani. que postou em seu blog o procedimento.

sábado, 3 de janeiro de 2015

GLPI - Mailgate "Travado"



Olá pessoal,


Me deparei com uma situação até então desconhecida por mim no GLPI.

Possuo o GLPI na versão 0.85.1 rodando em um CentOS 6.5.

Tenho o GLPI configurado com coletor de e-mails, a autenticação dos usuários é integrada com o AD e não é permitido a abertura de chamados anônimos.

Notei que os e-mails que estavam sendo enviado para a abertura de chamados não estavam sendo coletados.

Verificando o mailgate ele estava sempre em "Executando" (Configurar --> Ações Automáticas), cancelava o processo e mandava executar novamente e ficavam em executando, e não coletava os e-mails.

Fui verificar a caixa de entrada dos e-mails e me deparei com um e-mail de uma conta que não existia na base do AD e consequentemente não era usuário do GLPI. Deletei esse e-mail e executei o mailgate e funcionou a coleta dos e-mails, então se alguém se deparar com esse problema pode ser que a mesma solução usada por mim possa ajudar vocês.